24 de Outubro de 2019

Anunciantes e agências lideram grupos de  trabalho para definir mensuração crosmídia

Liderados pela WFA e 4As, dois GTs trabalham na definição de critérios para fazer mensuração multimídia. E uma pesquisa indica os hábitos das marcas vencedoras.

 

Avanços na mensuração multimídia

A Federação Mundial de Anunciantes - WFA realizou, em Nova Iorque, no final de setembro, duas reuniões para definir critérios válidos de mensuração crosmídia em termos globais  - isto é, como mensurar a combinação de publicidade veiculada na TV, nas mídias digitais, impressas, rádio e out-of-home.

O GT conta com alguns dos principais anunciantes do mundo, como Unilever e Mastercard, mais  o suporte de entidades de clientes dos Estados Unidos, UK, França, Alemanha e Canadá, além de mídias como Google, Facebook, RTL (Alemanha) e NBC Universal, com o suporte da MRC (que acabou de definir padrões de mensuração crosmídia).

O trabalho será longo e árduo, já adiantou o CEO da WFA, Stephan Loerke, que apontou os quatro princípios pelos quais o GT irá trabalhar: privacidade, infraestrutura, padrões de comparabilidade e governança.

Por outro lado, na mesma série de eventos, a Advertising Week, a entidade das agências americanas, a 4As fez uma sessão pública para debater justamente os critérios de mensuração crosmídia, ou seja, as "prioridades de mensuração de mídia, que cobriu os esforços conjuntos das principais entidades do setor para facilitar a mensuração em várias plataformas e decidir, como um setor, como deve ser realizada essa tarefa no novo ambiente de mídia".

No caso das agências americanas, os cinco pontos prioritários são o alcance não duplicado, a moeda (currency), curto prazo versus longo prazo, os "walled gardens", os padrões gráficos utilizados e critérios de atribuição.   

Como se observa, a abordagem da WFA é mais conceitual e a da 4As mais prática.

 

Clique aqui para ler o artigo sobre o GT da WFA na The Drum - 7 minutos
Clique aqui para ler o texto na Media Post - 4 minutos

 

O que faz uma marca ser vencedora?

Pesquisa realizada pela DVJ Insights e Marketing Week sobre as "marcas vencedoras" do mercado britânico indicam que "aquelas que tiveram crescimento de receita são mais propensas a adotar uma abordagem combinada para criação de marca e ativação de vendas, por exemplo, enquanto uma proporção maior de 'perdedores' se concentra apenas nas vendas".

Foram ouvidas 270 empresas B2B e B2C, sendo que a maioria (72%) concordou com essa abordagem, mas a maioria das marcas vencedoras aplicou essa receita com maior frequência (75% vs. 63%).

Outras conclusões da pesquisas indicam que os vencedores estão mais focados na geração de leads (68% vs. 53%); é mais provável que os vencedores estejam preparados para a inovação (52% vs. 21%); marcas vencedoras vêem o marketing como um investimento (47% vs. 13%); e trabalham com mais parceiros (média de 6.1 vs. 3.3).

 

Clique aqui para ler a matéria na Marketing Week - 12 minutos